Moradores da Enseada reclamam de som alto no chamado "fluxo" na Praça do Kite Surf e cobram medidas efetivas



Postado em: 23/06/2019


Moradores do bairro Enseada, na Costa Norte de São Sebastião, reclamam do som alto no chamado "fluxo" ou "rolezinho", que tem ocorrido nas noites de sexta-feira, invadindo a madrugada de sábado, na Praça do Kite Surf, na margem da Rodovia Manoel Hyppolito do Rego (SP-55). Segundo os moradores, além do rastro de lixo no dia seguinte e do som alto, o consumo de bebidas alcoolicas e drogas, incluindo menores, são alguns dos problemas apontados. 

Um morador da Enseada entrou em contato com o Radar Litoral. Ele também havia relatado a situação nas redes sociais. "Novamente se repete a situação, e lá se vão meses. A comunidade aguarda providências das autoridades. Além da perturbação do sossego, prejuízos à saúde das pessoas, diminuição da qualidade de vida e principalmente o impacto ao meio ambiente que é notório. A quem podemos recorrer? Nossa praia pede socorro", lamentou.

Uma das reivindicações é por ações conjuntas, incluindo a presença do Conselho Tutelar, já que há constantemente a presença de adolescentes no "rolezinho". O morador relata que de acordo com a Lei de Contravencoes Penais, no seu artigo 42, não se pode perturbar o trabalho ou o sossego alheio nas seguintes condições: com gritaria e algazarra; com o exercício de profissão incômoda ou ruidosa, em desacordo com as prescrições legais; com o abuso de instrumentos sonoros ou sinais acústicos; entre outros. A penalidade é de prisão de 15 dias a 3 meses ou multa, dependendo do caso. 

Fiscalização

 A reportagem do Radar Litoral encaminhou os relatos sobre a situação à assessoria de imprensa da Prefeitura de São Sebastião, à Polícia Militar e à Guarda Civil Municipal (GCM) para saber quais medidas estão sendo tomadas em relação à situação denunciada pelos moradores. 

O comandante da GCM, Mauro Morando, salienta que o "rolezinho" é um fenômeno mundial, quando jovens agendam encontros por meio das redes sociais. "Acontece que sim, existem ações que as forças de segurança pública desenvolvem para coibir alguns crimes nestes eventos, quais sejam: a perturbação de sossego, o consumo de álcool e/ou outras drogas, o tráfico de drogas, a prostituição, o tráfico de pessoas, o roubo, o furto, as infrações de trânsito, etc. O rolezinho está acontecendo, atualmente, na Praça do Kite Surf, acontecia também no complexo da Rua da Praia e também na nossa Praça da Vela, locais sempre monitorados por nós da segurança pública", explica.

Segundo o comandante da Guarda Civil Municipal, as forças de segurança pública trabalham no estrito cumprimento do dever legal, defendendo os interesses de toda a coletividade, promovendo e protegendo os direitos da pessoa humana. Ele informou que, diante das informações, marcará novas ações com outros órgãos (Conselho Tutelar, CMDCA, MP, etc.), para resolução dos problemas causados por este evento chamado "rolezinho".



Últimas Notícias