Radar Litoral

Paralisação da obra do Contorno completa 2 anos sem previsão de retomada e moradores relatam problemas



Postado em: 08/07/2020


A paralisação da obra do Contorno (Nova Tamoios/Contornos) completa neste mês de julho 2 anos de paralisação e segue sem previsão de retomada. Além dos prejuízos causados com a deterioração de estruturas, a interrupção da obra causa diversos transtornos para as comunidades do entorno. O Radar Litoral voltou nesta quarta-feira (8/7) ao bairro do Jaraguá, na Costa Norte de São Sebastião, uma das regiões afetadas.  

Moradores relataram vários problemas, especialmente em dias de chuva, quando a lama invade a Avenida Dario Leite Carrijo – ligação entre os bairros Jaraguá e Enseada. Sob um dos viadutos com vergalhões expostos, próximo ao Centro de Controle de Zoonoses do município, o autônomo Antonio Paulo dos Santos e o pedreiro José Carlos dos Santos relataram as situações enfrentadas pela comunidade. “Só promessas até hoje de retomada da obra, que além de tudo voltaria a gerar mais empregos na região. É a lama nos dias de chuva, o isolamento com escuridão e insegurança, jovens subindo no viaduto e correndo risco”, relata Antonio Paulo.

José Carlos conta que na Rua Onuma, onde mora, os bloquetes da via foram retirados, assim com a iluminação. “Fecharam a rua, tiraram o calçamento e as lâmpadas. Esta é a situação”, lamenta.

Os moradores cobram uma decisão rápida das autoridades. “Até quando vamos ficar nesta situação”, completa Antonio Paulo dos Santos. O posto de saúde que havia no local onde hoje passa um viaduto – passou a atender no Centro Comunitário, contudo, a comunidade aguarda pelo término de um novo prédio - também com a obra paralisada pelo Estado.

Lama sob o viaduto na Avenida Dario Leite Carrijo, no Jaraguá, na Costa Norte de São Sebastião

Outros bairros sofrem com problemas causados pela paralisação da obra, como o Morro do Abrigo e a Topolândia, em São Sebastião, e a região do Casa Branca, em Caraguatatuba. Próximo ao campus de uma faculdade, a falta de iluminação causa insegurança. 

Estado

 O Radar Litoral entrou em contato nesta semana com a Secretaria Estadual de Logística e Transportes. Em nota, “a Dersa informa que a Fipe foi contratada para produzir um estudo sobre a atual situação dos trechos referentes aos lotes que compõem as obras dos Contornos da Tamoios. A decisão foi tomada para assegurar o bom uso dos recursos públicos e retomar as obras, dentro da forma da lei”.

Ainda na nota, a Secretaria de Transportes ressalta “as construtoras responsáveis pelas obras paralisaram os serviços unilateralmente também em dezembro de 2018”.

Reportagens anteriores

A situação vem sendo acompanhada pelo Radar Litoral desde a paralisação ocorrida em julho de 2018. Na época, a Dersa o então governador Márcio França, em visita à região, disse que a paralisação se devia a problemas jurídicos com as empresas contratadas.

A Secretaria de Logística e Transportes informou na ocasião que "a atual gestão iniciou a análise dos contratos referentes aos quatro lotes da Nova Tamoios Contornos, cujas obras brutas atingem neste momento 76,4% de execução. Responsáveis pelo empreendimento, as construtoras paralisaram os serviços unilateralmente em dezembro passado. Diante deste fato, a secretaria finaliza um estudo completo de toda a situação com o objetivo de retomar as obras, dentro da forma da lei e entregá-las o quanto antes a população". 

A retomada da obra do Contorno foi uma das bandeiras do atual governador João Dória em visitas à região durante a campanha eleitoral em 2018. Em outubro de 2019 -  já na gestão Dória - o Governo do Estado de São Paulo informou que iria contratar a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), da USP (Universidade de São Paulo), para um levantamento sobre a situação das obras dos Contornos Sul e Norte.

Ligação com a Tamoios

No mês de novembro de 2019, a reportagem do Radar Litoral visitou a obra de duplicação do trecho de serra da Rodovia dos Tamoios  – que contempla 2,5km de viadutos e mais de 12km de túneis – e que tem previsão de entrega para fevereiro de 2022. O investimento é de R$ 4,5 bilhões, sendo que a obra é de responsabilidade da Concessionária Tamoios.

Uma das preocupações é o fato das obras dos Contornos Norte e Sul – que serão interligados à nova estrada – estarem paralisadas. “Cobramos agilidade do Estado para que as obras dos Contornos sejam retomadas”, enfatizou o prefeito Felipe Augusto, durante a visita à obra de duplicação da serra. Até o momento, a obra do Contorno segue paralisada e sem previsão de retomada.



Vídeo
Últimas Notícias