Prefeito de Caraguá fala sobre criação da Guarda Municipal e anuncia obras de infraestrutura



Postado em: 12/02/2014


Fotos: Gianni D`Angelo/PMC

Caraguatatuba-12/02/2014 - O prefeito de Caraguatatuba, Antônio Carlos da Silva, conforme determina a Lei Orgânica do Município, compareceu à sessão da Câmara Municipal destaterça-feira (12/2), para fazer uma prestação de contas. Antes do pronunciamento do prefeito foi exibido o vídeo de prestação de contas do Governo Municipal.
 
Antonio Carlos falou sobre as obras em andamento, educação, saúde, segurança e infraestrutura. Ele também anunciou os investimentos previstos para os próximos meses, como a criação da Guarda Municipal, que será armada e equipada. No momento, a prefeitura trabalha na elaboração do edital.
 
Ainda sobre o tema, o prefeito reafirmou que confia no trabalho da polícia militar e também na tecnologia. Ele disse que deseja implantar no município, em parceria com o Governo do Estado, o monitoramento por câmeras.
 
Em infraestrutura, o prefeito falou sobre a pavimentação asfáltica em andamento em cinco bairros de Caraguá. São 30 km em 82 ruas dos bairros Porto Novo, Praia das Palmeiras, Jardim Britânia, Aruan e Cidade Jardim. Disse também que este ano pretende fazer a licitação dos trabalhos de pavimentação em todas as ruas do Morro do Algodão, passando pelo Golfinho até o Pontal Santa Marina.
 
Nova região sul – Nesta semana, o Governo Municipal fez o pagamento para desapropriação de uma área de 33 mil m² no Perequê-Mirim e que é agora patrimônio da população. “Temos o projeto de construir uma escola para atender a demanda de alunos no bairro. Além disso, o Perequê-Mirim será um novo centro. Na avenida duplicada, a faixa à direita continua e será contramão para subir. Faremos uma nova rua por dentro do bairro. Vamos facilitar o trânsito e melhorar a segurança dos alunos e pedestres naquela região”, disse o prefeito.
 
Ainda no mesmo bairro, está prevista a licitação para reforma do antigo prédio da Escola Estadual Benedito Paes Sobrinho. A ideia é que o local seja utilizado para cursos de capacitação do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) e oficinas da Fundacc (Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba).
 
Maricultores – Devido a constatação da secretaria de Meio Ambiente de que a produção na Fazenda de Mexilhões não foi restabelecida, o prefeito Antonio Carlos disse que o auxílio financeiro emergencial será concedido aos maricultores por mais seis meses.
 
A previsão é de que ainda no mês de fevereiro ou, no máximo em março, a prefeitura reinicie os pagamentos mensais de dois salários mínimos aos profissionais. “Gostamos desse segmento, que faz parte da nossa cultura caiçara. Respeitamos os maricultores e suas famílias”, disse o prefeito.



Últimas Notícias